2 de junho de 2015

Novo endereço/ Adeus, Blogger!


Hey, se você está aqui provavelmente é porque segue o blog, não é?
Bom, vim aqui, provavelmente pela última vez, pra contar uma novidade pra vocês: Resolvi migrar pro WordPress e agora vocês podem acompanhar o blog pelo link:
http://ameninadajanela.com

Bom, não se preocupem: quem segue o blog pelo painel do Blogger (O "Google Friends Connect/ GFC) ainda pode seguí-lo pelo link novo, da seguinte forma:
Painel do Blogger > Lista de Leitura > Adicionar

Depois é só digitar o endereço novo do blog e clicar em seguir!
Bom, e pra quem acompaha o blog pelo Bloglovin, o blog já está lá pelo WordPress também!Pra seguir é só clicar aqui:
Follow

É isso, pessoal... espero vocês no novo endereço! 
Beijos!

18 de maio de 2015

TAG: Minha história em 10 músicas!

Um trecho de música fofo e minha letra desengonçada pra iniciar um post musical ❤
Hey pessoal! 
Dia desses a Alice, minha colega de escola e dona do blog Míopes Anônimos (puro amor, visitem!) me indicou para a tag Minha história em 10 músicas. Respondi logo no dia, mas confesso que essa lista foi editada mil vezes antes de ser postada e tenho certeza que da próxima vez que eu ler o post irei pensar "Nossa, devia ter respondido aquela outra música nesse tópico...". Mas sou assim: ouço mil músicas de mil artistas diferentes por dia e sempre penso "cara, essa é a minha música..." e assim sendo tenho músicas suficientes pra ouvir pra vida inteira sem enjoar. Só tive muita dificuldade em escolher música pra um dos tópicos porque NÃO achava uma resposta... 
Chega de enrolação, vamos às músicas/perguntas? Como sempre faço, coloquei a playlist aqui (Pelo Rdio por motivos de "R.I.P groovesharsk :'( ") e escolhi um trechinho de cada música pra resposta. 



01- Uma música que te lembre um momento bom: Ali - Skank 
Sabe aqueles dias que não tem nada de demais, mas a música que toca fica marcada pra sempre? Faz uns 3 anos eu acho, eu e alguns amigos estávamos no sítio a toa debaixo das cobertas comendo e querendo ouvir essa música e ninguém sabia mexer no controle remoto do DVD, ficamos brigando e rindo da situação. Até hoje ouvir ela me dá uma sensaçãozinha gostosa ❤ 

"Quem sabe com ela eu teria as tardes que sempre me passaram como miragens, como ilusão.."

02-Uma música que defina sua vida: Velha e Louca - Mallu Magalhães 
Só é uma música leve e divertida, doce... não sei, mas sempre penso que quero que minha vida seja assim e acho que tenho conseguido muito isso ultimamente. 

"Eu tenho tido a alegria como dom... em cada canto eu vejo um lado bom!"

03- Uma música que te faz dançar na balada: Hips don't lie - Shakira 
Essa foi a mais difícil: Amo dançar, mas a palavra "balada" mata tudo. Não consegui pensar em nenhuma música pra esse contexto, então escolhi uma que me dá vontade de dançar independente de onde eu esteja - na escola, no ônibus, na rua... quem convive muito comigo provavelmente já me viu dançando e cantando "Iiii'm on tonight, you know my hips don't lie..." em lugares aleatórios. 

04- Uma música que foi tema de algum relacionamento: Photograph - Nickelback
É uma música que sempre penso com carinho... fez parte de momentos muito importantes da minha vida. 

"It's hard to say it, time to say it... Goodbye, goodbye..."

05- Uma música que sempre te faz chorar: Dona Cila - Maria Gadu
Essa música me faz pensar muito sobre uma das pessoas mais especiais da minha vida, e sempre me faz chorar. 

"Se queres partir, ir embora, me olha da onde estiver, que eu vou te mostrar que eu to pronta... Me colha madura do pé!" 

06- Uma música que seria toque do seu celular: Brighter than the sun - Colbie Caillat
Me deixa animada, mas seria aquelas músicas que a gente nunca quer atender só pra continuar ouvindo, sabe?

"Oh, we could be the stars, falling from the sky, shining how we want... brighter than the sun!"

07- Uma música que você gostaria de tatuar: Sina Nossa - O Teatro Mágico
Bom, aqui é complicado porque eu nunca pensei em tatuar uma música, apesar de "Carpe Diem" ser uma tatuagem que quero e ser o nome de uma música do Green Day e de outra do Metallica (Carpe Diem, baby) não acho que essas músicas se encaixem bem na "minha história", então pensei e... apesar de ainda não estar inclusa na minha "lista de tatuagens a fazer", eu tatuaria uma frase dessa música:  

"Há uma alma em mim... Há uma calma que não condiz..."

08- Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém:  Disritmia - Zeca Baleiro
Zeca tem uma carinha de domingo chuvoso de namoro que nem sei... mas essa música principalmente me dá uma sensação de aconchego gostosa. 

"Me deixe te trazer num dengo pra num cafuné fazer os meus apelos..."

09- Uma música que você tá viciada agora: Um tanto - Suricato
Atualmente minha playlist é um loop mais ou menos assim: 5 a seco, Suricato, Jack Johnson, Shakira e Zeca Baleiro. E essa tem sido uma das mais repetidas, simplesmente amo a letra, o ritmo, a leveza dela, e a voz desse cara... sem comentários, apenas amor.

"Mas eu não durmo sem antes ter sonhado um tanto..." 

10- Uma música que faz as pessoas lembrarem de você: Banana Pancakes - Jack Johnson
FALA SÉRIO NESSE CARA meus amigos já tão usando Jack Johnson pra me subornar, juro. Eles aprenderam a tocar essa música só pra eu amar eles mais ainda COF COF MENTIRA só pra eu fazer as coisas que eles querem mesmo. Sacanagem. Minha música preferida dele, e falo/canto/ouço tanto ela que já me gritam as vezes tipo "olha Laura, Banana Pancakes tá tocando!!" Hahah 

"Lady, lady, love me, cause I love to lay, here lazy... We could close the curtains and pretend like theres no world outside... And we could pretend it all the time."

É isso pessoal, espero que tenham gostado, e sintam-se livres pra responderem a TAG também!
Se identificaram com alguma das minhas respostas? Conheceram alguma música nova por aqui? E você, com que músicas responderia essas perguntas? Me contem!
Beijos, 
até a próxima!

12 de maio de 2015

De Asas abertas


Estou de asas abertas pro mundo. É tudo grande demais pra minha vida se resumir às paredes do apartamento e aos muros da escola. Tô de asas abertas pro mundo e pra todas as estradas dele. Vou de ônibus, vou espremidinha num carro qualquer e se for preciso vou até a pé, só não posso ficar. Tem tantos ares por aí, me sinto sufocada respirando sempre o mesmo. É tanto mundo pra ver e meus olhos sempre anseiam por novos horizontes, por mais belos que eles sejam por aqui. Meus pés não se cansam, dançam e pedem por mais trilhas. É tanto chão, tanta gente, tanta cultura, tantas músicas, tanta comida, tanta vida, são tantos abraços e tantos sorrisos esperando por mim lá fora, e eu aqui dentro dessa rotina louca. Vamos, vem comigo, deixa isso tudo pra lá. Talvez eu seja daqueles povos nômades, nasci na época errada. Talvez seja só o sangue cigano de vovô dominando tudo por aqui. Talvez seja mais que o sangue. Vem, a mala tá pronta, aliás, a mala tá sempre pronta. Se não tiver, sem problemas, a gente joga tudo numa mochila qualquer e se joga no mundo, não é isso que vai me prender.  Vem, vem abrir as asas comigo! Vamos deixar todo esse peso pra trás, vem! Desancora o barco, temos muito mar pela frente. Vem, que os portos seguros não existem mais - e por mais incrível que pareça, isso não me assusta. 

Laura Nolasco

1 de maio de 2015

TAG: What's in you pencil case?


Hey pessoal!
Em um passado longínquo, a Luanna do blog Lua de Outubro me indicou a TAG "What's in your pencil case?", ou "O que tem no seu estojo?", como preferirem. Nessa TAG eu preciso basicamente fotografar e mostrar pra você o que eu carrego no estojo, como dá pra imaginar pelo nome, não é?
Depois dessa indicação, muita coisa já rolou, inclusive eu e a Lua nos conhecemos pessoalmente (Quer ver as fotos desse dia? Clica aqui!) , e ela inclusive me cobrou essa tag no dia hahah... Eu estava morrendo de preguiça  de fotografar as coisinhas e achando meio "Sem graça" porque não tenho muitas coisas legais, mas mesmo assim não podia deixar de responder uma indicação de uma blogueira-amiga tão querida, né? 
Como tudo é bem simples, resolvi brincar com a fotografia pra deixar o post um pouco mais interessante... e exercitar um pouco a criatividade também, né?
Então, depois de séculos de espera, aqui está a resposta da TAG, Lua!

Sou estranha com canetas: Sabe aquela comum da BIC? É a minha favorita quando falamos de caneta azul ou preta (Por sinal, gosto mais de canetas pretas que azuis... nem sei porque!), mas pra caneta vermelha não dá, TEM que ser aquela de ponta fininha, que tem o tubinho laranja. Outra coisa: não sei estudar sem canetas coloridas! É aí que entra essa verde grandona aí: Ela tem quatro cores (rosa, roxo, azul e verde claro)... melhor caneta! 


Outra coisa que não sei estudar sem: Marca-texto! Até nas minhas anotações a caneta, eu uso. E quando um professor marca provas ou exercícios, faço um "quadradinho" com eles em volta da anotação pra chamar muita atenção e eu não esquecer hahah... Na foto ainda está faltando um rosa que nem sei onde foi parar, mas sou assim mesmo: A louca dos marcadores!  

O básico: lapiseira 0,5 porque não sou capaz de escrever com algo mais grosso que isso, grafites (essa caixinha da compactor é ótima, mas os grafites que vem nela são bem ruinzinhos... Aí uso só a caixinha e "recarrego" com outros melhores), borracha (verde da Mercur porque não existe borracha melhor que essa) e corretivo desses tipo "caneta", que é o mais prático e que faz menos sujeira pra mim.   




A tesoura é a coisa do meu estojo que eu menos uso, mas é sempre bom ter né? Gosto dessa que é bem "durinha". E essa outra coisinha do lado é um grampeador ~com um adesivo super fashion de mandala, porquê sim~ já que pelo menos no CEFET, uma semana sem precisar de um grampeador na sala de aula é algo raro!

E esse é o meu estojo! Já é bem velhinho, mas gosto bastante dele porque não fica tão sujo quanto os de pano e o tamanho dele é ótimo... Se eu tiver um estojo maior, vou colocar mil coisas desnecessárias lá! Hahah

É isso pessoal, espero que tenham gostado... Ainda tenho uma tag indicada pela Lua para responder, mas essa é em vídeo e preciso de uma preparação psicológica pra isso hahah... Então provavelmente antes dela responderei uma sobre músicas que a Alice me indicou.
Beijos, 
até a próxima!



28 de abril de 2015

Fotografando em Diamantina ❤



Hey pessoal! 
No feriado de Tiradentes fui para Diamantina e hoje vim mostrar fotos que fiz durante a viagem pra vocês! 

Foi uma viagem bem gostosa, fui com minha tia, uma amiga dela e a filha dessa amiga... Andamos bastante pela cidade, comemos muitas coisas gostosas, fomos a uma feirinha no domingo e até assistimos a Vesperata, que é um evento no qual duas bandas tocam das sacadas e janelas de casarões coloniais de uma rua e nós ficamos lá embaixo ouvindo tudo... é muito legal! 

Apesar de fazer tanta coisa, a inspiração anda fugindo de mim como eu já disse por aqui e só tirei a câmera da mochila duas vezes: Na estrada, enquanto íamos pra lá, e no dia que fomos a uma cachoeira. Ainda que tenham sido poucas, gostei das fotos... Vem conferir!

Raindrops
Pegamos chuva na estrada, e eu simplesmente adorei fotografar as gotinhas na janela...
Me controlei pra não encher o post só com essas fotos!


Na estrada

Raios de Sol
Não só a chuva embelezou a nossa estrada... o Sol fez seu espetáculo a parte e as nuvens estavam lindas brincando com seus raios



No caminho, foi engraçado: Estava um Sol de rachar mamona, e de repente vimos a chuva lá na frente, bem longe... e não demorou muito: nós a alcançamos! A partir daí era sempre um pouquinho de chuva, um pouquinho de Sol... e as vezes até os dois juntos, como na primeira foto.



Cabelo novo! Não tinha contado pra vocês ainda, né? Cortei a juba, hahah ❤


"Cause I'm on top of the world..."




De quem é esse pé? Não sei, só de um moço que parou perto de mim enquanto eu fotografava... não resisti, achei um pé estiloso. 
Essa é a cachoeira Sentinela, no Parque Estadual do Biribiri, um lugar muito lindo. Essa cachoeira é simplesmente incrível - a cor da água, das pedras, a temperatura da água... tudo delicioso, e uma coisa me encantou muito: a vista que temos quando estamos nessa segunda "parte" dela... A câmera não consegue pegar tudo de uma vez (acho que só uma foto panorâmica resolveria, mas não ficaria tão legal aqui no blog...), mas é incrível estar numa cachoeira e poder ver tudo assim tão longe, do alto.. amei!

Depois de sairmos da cachoeira fomos pra esse lugar que é tipo um mirante e dá pra ver a cidade pequenininha lá embaixo... muito amor! Pra fechar o dia com chave de ouro, o céu, como sempre, resolveu se exibir pra mim... E fotografei esse quase-pôr-do-Sol lá de cima ❤ 


Muitas fotos que eu gostei muito ficaram de fora porque senão esse post ficaria quilométrico, mas talvez elas apareçam aqui depois em posts aleatórios ou até mesmo em um post com fotografias de flores e detalhes de diamantina... o que acham?

E vocês, conhecem Diamantina? O que fizeram no feriado? Fotografaram muito? Me contem!
Beijos, 
até a próxima!

24 de abril de 2015

{Blogagem Coletiva} Livros que lembram a minha infância...

Livros Infantis
Alerta: Esse post contém alta dose de nostalgia
E aqui estou eu novamente, depois de um longo inverno sem postagens - oi, drama. Como sempre, a rotina suga a minha criatividade e capacidade de produção e, mesmo tendo tempo pra escrever pelo menos uma vez por semana, a inspiração passa a quilômetros de mim e me impede de movimentar esse cantinho tão amado. Mas as blogagens coletivas chegam pra salvar a pátria - ou o blog - e me dão alguma ideia sobre o que escrever. 

Lá no grupo Blogs que Interagem resolveram comemorar o dia Internacional do livro infantil com o delicioso tema "Livros que lembram minha infância", e nem preciso dizer nada, né? Amei! Só de ler o tema já veio na minha cabeça uma lista quilométrica de livros e passei um bom tempo filtrando - acho que se ficarem "só" 10 livros nessa lista tá bom. 

Como alguns de vocês já devem ter lido por aqui, a leitura sempre foi muito presente na minha vida: Desde pequenininha minha mãe lia pra mim antes de dormir, depois eu fui pegando esse costume e, apesar de infelizmente ler bem menos atualmente (CEFET, ajudaí migo!) ainda amo ler. Tenho uma coleção enorme de livros infantis e depois de ler todos eles ganhei até uma caixa de bombom na escolinha porque fui a aluna que mais pegou livros na biblioteca durante um ano... pode isso? Hahah..
Mas chega de falação e vamos pra minha lista, né?

A Menina e a Pantera Negra

01-A menina e a pantera negra- Rubem Alves
Essa é a história de uma menina que, num dia de manhã, vê uma pantera negra no seu quintal chamando com ternura pelo seu nome: "- Bianca...".
Até hoje esse livro me causa calafrios e me encanta. É linda a história e o significado dela, e acho que é um dos meus livros favoritos. Desde as primeiras vezes que li, sempre sinto que tenho uma pantera negra aqui...  


Flicts

02-Flicts - Ziraldo
Esse livro me dá muita saudade da biblioteca da escola que eu estudava do pré até a 3ª série... Passava boa parte dos meus recreios por lá, e sempre lia e relia Flicts... É a história de uma cor que não consegue se encaixar no arco-íris e sai procurando seu lugar no mundo.. é fofura e nostalgia pura esse livro pra mim! Infelizmente não tenho ele, mas ainda quero comprar pra minha coleção.


Coleção Bruxa Onilda
A triste vida de não encontrar imagens do tamanho certo/ grandes :(

03-Coleção Bruxa Onilda - Roser Capdevila, Enric Larreula
São varias historinhas que eu também lia na biblioteca da escola... "Bruxa Onilda vai à festa", "os amores de Bruxa Onilda"... A Bruxa Onilda contando vários dos seus casos, aventuras, viagens... Simplesmente uma delícia! 

Coleção No Caminho do Perde Acha

04-Coleção No Caminho do Perde Acha - Sonia Junqueira 
"Eusébio perdeu um parafuso", "Seu José perdeu o boné", "O peixinho perdeu o inho" e várias outras historinhas que se passam no "Caminho Perde Acha", cheias de brincadeiras com palavras... Adoro!


Chapeuzinho Amarelo

05-Chapeuzinho Amarelo - Chico Buarque
"Era a Chapeuzinho amarelo, amarelada de medo. Tinha medo de tudo, aquela chapeuzinho..." Começa assim a história de Chapeuzinho Amarelo, que, ao longo do livro ilustrado pelo Ziraldo, vai aprendendo a lidar com seus medos e até melhor: a brincar com eles!

O Menino Maluquinho

06-O Menino Maluquinho - Ziraldo
Acho que esse todo mundo conhece, né? Esse menino bagunceiro que vive com uma panela na cabeça é amigo de muita gente, e teve uma participação bem grande na minha infância também! É mais um dos que ainda quero comprar pra minha coleção.


Lúcia Já-Vou-Indo

07-Lúcia Já-Vou-Indo - Maria Heloísa Penteado
Lúcia Já-Vou-Indo é uma lesma que faz tudo beeeem devagarinho: Anda devagar, fala devagar, come e bebe devagar e pensa mais devagar ainda. E ela nunca chega numa festa a tempo, o que a deixava muito triste... Diz a minha família que eu sou a versão humana da Lúcia: Porque sim, eu faço tudo devagariiinho e me identifico super! Hahah



A Bruxinha Atrapalhada

08-A Bruxinha Atrapalhada - Eva Furnari
Um dos livros mais fofinhos do mundo! Sem palavras, a bruxinha vive se atrapalhando na hora de fazer seus feitiços... mais um dos que eu lia na biblioteca!

A Árvore Generosa


09-A Arvore Generosa - Shel SilverStein || traduzido por Fernando Sabino
Juro, até hoje esse livro me deixa com lágrimas nos olhos. É a história de uma árvore que ama um menino, e ele ama ela - sempre sobe em seus galhos, come suas maçãs, brinca com ela. Mas o menino cresce e fica muito velho para brincar, mas quer dinheiro, uma casa, um barco... e a árvore faz tudo o que pode para deixá-lo feliz. É uma reflexão tão grande sobre o capitalismo de uma forma tão leve e deliciosa para crianças... ❤ 


O Bichinho da Maçã

10- O Bichinho da Maçã - Ziraldo
A história de um bichinho que mora dentro de uma maça e que adora contar anedotas e inventar histórias... é simplesmente muito fofa essa história!

É isso pessoal!
Que delícia foi relembrar e compartilhar com vocês uma parte tão importante da minha infância... E espero que me contem também quais livros vocês liam quando eram crianças... algum especial pra você está na minha lista? Qual?
Beijos, 
até a proxima!

10 de abril de 2015

Tag: Isso ou aquilo?



Eii Pessoal!
Vi há muito tempo no blog Frases Perdidas uma tag e gostei tanto dela que resolvi responder aqui. Escrevi o post e não sei porque acabou ficando nos rascunhos e hoje encontrei, resolvi postar. Tenho que postar duas que a Luanna me indicou ainda, mas falta tempo pra escrever.Enquanto não as faço, ficamos com essa mesmo... Vamos conferir? 

1) Áudio book ou livro?
  Livro. Nunca experimentei um áudio book, mas é impossível ter a mesma magia que um livro.

2) Capa dura ou mole?
  Capa dura. Nada contra os de capa mole, mas capa dura dá um charme todo especial ao livro.

3) Ficção ou não-ficção?
  Ficção.

4) Fantasia ou vida real?
  Fantasia. De vida real eu já estou cheia.

5) Harry Potter ou Twilight?
  Potterhead de coração falando aqui... preciso mesmo responder? Harry Potter 

6) E-book ou livro físico?
  Livro físico. E-book não tem cheiro, não tem a textura das páginas, não tem como abraçar.

7) Comprar ou pegar emprestado?
  Comprar. Pegar emprestado é ótimo, mas gosto de ter o livro à minha disposição na hora que eu quiser...

8) Livro único ou série?
  Depende. Amo séries, mas as vezes livros únicos conseguem ser tão fantásticos quanto ou até mais.

9) Livraria física ou online?

"Correu o dorso da mão pela primeira prateleira, ouvindo o arrastar de suas unhas deslizar pela espinha dorsal de cada livro. Soava como um instrumento, ou como notas de pés em correria. Ela usou as duas mãos. Passou-as correndo. Uma estante encostada na outra. E riu. [...] Em quantos livros tinha tocado? Quantos havia sentido? [...]Parecia magia, parecia beleza..." {A Menina que Roubava Livros; pág.123}

   A sensação de Liesel ao entrar pela primeira vez em uma biblioteca se assemelha muito com a minha ao entrar em uma livraria física. É simplesmente incrível estar cercada de tantos livros, tantas histórias, tantos mundos e tantas vidas. Porém, livrarias online costumam ter um preço mais camarada. Ou seja: Sou feliz por horas (literalmente) andando nas livrarias físicas, mas na hora de comprar apelo pras online.

10) Livro longo ou curto?
  Longos. Livros curtos me deixam órfã muito rapidamente.

11) Drama ou ação?
  Drama. Porque drama é vida <3

12) Ler no seu canto ou tomando sol?
  Sol e Laura só combinam quando está muito frio. De qualquer forma, ler no meu canto é muito melhor.

13) Chocolate quente, café ou chá?
  Chocolate quente ou café (ou uma mistura dos dois com alguns outros ingredientes que vira aquela coisa divina chamada capuccino). Chá de jeito nenhum >.<

14) Ler resenha ou decidir por si?
  Decidir por mim. Resenhas só depois de ler o livro... antes elas me fazem criar preconceitos que mudam minha forma de olhar pro livro.

É isso! Gostaram da tag? Sintam-se livres para respondê-las. Me digam também o que acharam das minhas respostas e o que responderiam, tá bom? 


Beijos, 
até a próxima!

6 de abril de 2015

Wishlist - Loja Heroicas ❤


Pela primeira vez na vida, algo me deu vontade de fazer uma wishlist aqui no blog. Não que eu não queira milhares de coisas - livros principalmente - o tempo todo, mas nunca alguma loja me fez ter vontade de sair comprando loucamente até ficar pobre ou me chamou atenção o suficiente pra querer falar dela aqui. Por mais que eu ame lojas com artigos nerd/rústicos ou papelaria (porque sim, uma coisa não tem nada a ver com a outra mas todas tem tudo a ver comigo) nenhuma loja tinha um "toque" especial que fizesse eu querer mostrá-la aqui. Ok, tô falando tanto que até parece que tô recebendo pra isso, mas não galera... só estou apaixonada pelos produtos mesmo. Ainda não comprei nada, mas pelo que pesquisei a loja parece bem confiável e espero que em breve (cof cof quando a grana parar de fugir de mim cof cof) eu confirme isso.

Bom, a loja que tanto digo se chama "Heroicas- sobre mulheres, para mulheres". Como conheci? Uma longa história: A Paula Buzzo fez um post sobre um projeto da ilustradora Kaol Porfírio chamado "Fight Like a Girl", cheio de personagens (fictícias ou não) femininas super fortes e divas ❤ Preciso nem dizer que me apaixonei, né? Aí enquanto babava nas ilustras lá na página do projeto (linkada ali em cima) esbarrei com uma caneca decorada com uma das ilustrações e fiquei tipo "PERA, ONDE VENDE ISSO??? SOCORRO!!EU PRECISO!!" e quando vi já estava viajando nas páginas lindamente feministas da Heroicas. É a loja perfeita pra mulheres que têm orgulho de serem mulheres, de serem feministas e de lutar por seus direitos. É literalmente pra vestir a camisa do feminismo e sair por aí esbanjando personalidade. 

O objetivo da loja é estampar nosso guarda-roupa com aquelas mulheres fortes que admiramos e frases que nos empoderam. Mas não são só camisetas que encontramos por lá: tem canecas, almofadas, bottons, moleskines e até ecobags (porque feminismo+ecologia pode sim!!). Chega de enrolação, né? Vamos aos produtos que escolhi!! (Tive que me conter pra fazer um top 10 e não colocar a loja inteira aqui!)


03- Camiseta "We can do it"
04- Moleskine "Fight like a girl - Mulan"
05- Moleskine Simone de Beauvoir



06- Botton "Ada Lovelace"

O que acharam, pessoal? Conhecem todas as personagens desse post? 
Amo todas elas. Ada Lovelace foi o que podemos chamar de "primeira programadora da história", e eu, amante da programação e estudante de Redes de Computadores não poderia deixar de amá-la, não é? Mulan era uma das minhas personagens favoritas na infância e até hoje adoro. Hermione é uma das personagens mais incríveis pra mim - apesar de preferir a Luna quando o assunto é Harry Potter u.u - e a inteligência dela causa em mim uma admiração enorme. Sobre a Mafalda acho que já falei bastante aqui no blog, não é? Essa baixinha revolucionária mora no meu coração desde que me entendo por gente ❤ 

Adorei o trocadilho com "Rage against the Machismo" e não poderia faltar o clássico "We can do it" na minha lista, não é? "Não acredite nas revistas, você é linda!" é uma frase que está pichada (cof cof que feio cof cof) na porta de vários banheiros do CEFET e sempre que encontro fotografo porque meu dia fica até mais feliz. Sim, só dá uma ruiva louca fotografando a porta do banheiro e morrendo de rir quando alguma desconhecida entra e vê essa cena. Adorei a frase da Simone de Beauvoir da capa desse moleskine. Só curtiria mais se fosse um sketchbook, porque olha... essa frase dá asas à imaginação e vontade de sair desenhando a liberdade em todas as páginas. Todos os produtos me encantaram, mas a frase "Somos as netas de todas as bruxas que não puderam queimar" foi a melhor de todas pra mim... tanto que aparece duas vezes por aqui, né? Hahah... 

"Anônimas ou famosas, somos grandes mulheres, somos Heroicas."

Já conheciam a loja, pessoal? Gostaram dos produtos? 
E desse tipo de post, o que acham? Me contem! 
Beijos, 
até a próxima!

4 de abril de 2015

{Vídeo} Resultado do Sorteio de 4 anos: Quem é você, Alasca?


Hey pessoal! 
Hoje vim rapidinho só pra mostrar pra vocês o resultado do sorteio do livro!
Gravei o sorteio e como vocês podem ver na foto abaixo, escrevi todos os nomes e pra quem participou da chance extra escrevi mais uma vez o nome e marquei com coraçõezinhos azuis. Porque? Pura curiosidade... A ganhadora participou da chance extra mas o papelzinho que tirei foi o de coração vermelho, ou seja: não foi o papelzinho da chance extra! Hahah



No total foram 62 participantes do sorteio e desses só 1 era homem (Oi Eduardo!!). Aproximadamente 20 compartilharam a imagem para ter uma chance extra. Teve uma galerinha que colocou o link do compartilhamento nos comentários da postagem aqui do blog ou nos comentários da imagem oficial do facebook, mas como estava no regulamento só aceitei quem enviou o link junto com o formulário... Até porque, daria um trabalhão sair catando os links em lugares aleatórios, né? 

Então, chega de suspense, e aqui está o vídeo com o resultado! A vencedora cumpriu todas as regras e hoje mesmo entrarei em contato com ela para pegar as informações pro envio... Beijos, até a próxima!








30 de março de 2015

{ROTAROOTS} Precisamos falar sobre o Feminismo...

Brincando de We Can Do It ashuahsuah'

 Fui criada por mulheres lindas e fortes que me disseram desde cedo que meu corpo é meu, que eu sou um ser humano e que não sou inferior a ninguém. Fui criada por homens incríveis que me disseram desde cedo que meu corpo é meu, que eu tomo minhas decisões e que ninguém além de mim tem o direito de escolher a cor do meu batom. Desde que me entendo por gente vejo as pessoas ao meu redor falando sobre feminismo, vejo as mulheres da minha família puxando a orelha dos homens quando eles soltavam alguma frase machista. É algo normal tão normal para mim quanto o machismo é para todos nós - sim, nós fomos criados por uma sociedade machista e patriarcal. Mas vamos ao que interessa: Porque sou feminista? 
 

Como disse, feminismo sempre foi um assunto frequente pra mim. Sempre foi um dos assuntos que rolam entre o futebol e o filme que todos assistem juntos na casa da vó depois do almoço de domingo. E mesmo crescendo em meio a tantos questionamentos, discussões e revoluções, ouvi muitos "não sai com essa roupa", "Não usa essa cor de batom", "não tem um short mais cumprido não?", e não culpo ninguém. A grande maioria das vezes - ou todas aquelas em que levei em consideração - essas frases vinham acompanhadas de um "tem muito homem aí que não respeita a mulher ainda...", "infelizmente na sociedade que a gente vive, isso ainda é complicado..." ou até mesmo "eu não queria ter que dizer isso, mas me preocupo com você.". Eu já tive vergonha de dizer que eu sou feminista. E já ouvi "Você é feminista?" num tom de deboche e desprezo tão grande que quis vomitar em cima do autor da pergunta. Eu já troquei minha roupa - sem o palpite de ninguém - pensando que eu estaria sozinha e teriam homens babacas falando coisas escrotas pra mim se eu usasse a roupa que queria. Passei muito tempo sem usar short e até hoje me sinto insegura usando quando saio sozinha. Eu já ouvi mulheres me chamarem de puta por estar com batom vermelho. Já fui olhada com uma cara estranha quando disse que fazia curso técnico de Redes de Computadores e com uma cara mais estranha ainda quando disse que só 5 das pessoas da minha sala são mulheres. Já ouvi muitas vezes que eu faço esse curso porque "Aí os meninos fazem tudo pra vocês, né?". E aqui estou listando só uma parte dos exemplos que já senti na pele - levando em conta que tenho 16 anos, ainda não trabalho, não saio muito sozinha e fui criada por feministas. E é por essas e muitas outras coisas que sou feminista.

Se eu tirei mil fotos assim?  Sim ou claro?


É por querer andar na rua sozinha sem medo. É por querer vestir meus shorts e minhas saias sem me preocupar com o que as pessoas vão dizer. É por querer andar sem ter que ouvir palavras obscenas de homens que nem conheço. Sou feminista porque não suporto pensar que todas as pessoas que me amam são incoerentes com seus ideais pensando em me proteger. Sou feminista porque não quero passar pelo mesmo quando eu tiver uma filha - porque sim, eu quero ter uma filha. Sou feminista porque quero cursar Redes de Computadores porque é o que amo e não porque "os meninos farão tudo para mim". Sou feminista porque sei que sou capaz de compreender a matemática e todas as outras ciências tão bem quanto todos os homens e que posso escolher o curso técnico ou a faculdade que eu quiser, meu sexo não tem nada a ver com isso. Sou feminista porque não quero que meu filho - e sim, eu também quero ter um filho - seja parabenizado ou louvado por fazer tarefas domésticas que são "normais" quando feitas por mim ou por outra mulher. Sou feminista porque quero ganhar o mesmo que meu colega com a mesma profissão e mesmo cargo que eu, e ter as mesmas chances de chegar a um cargo de liderança. Sou feminista porque quero poder escolher com quem e quando vou transar sem ser taxada de "puta" ou de "difícil" por isso. Quero que um homem que agrida uma mulher - física, psicológica, verbal ou sexualmente - seja o culpado, independente da roupa que ela usava ou da resposta que deu a ele e que ele realmente seja punido pelo crime que cometeu. Porque estou cansada de ver as vitimas serem culpadas. Quero que meu filho possa chorar e demonstrar tantos sentimentos quanto sua irmã, ou até mais sem ser julgado por isso. Sou feminista porque quero que cada mulher decida se quer ser mãe, quando quer ser mãe e como esse filho vai vir ao mundo- cesárea ou natural - sem ser julgada mais ou menos mulher por isso, nem ser obrigada a se submeter a procedimentos que não quer. Sou feminista porque quero que o meu sexo só diga sobre o órgão sexual tenho entre as pernas - nada sobre minha inteligência, meu valor ou meus sentimentos. Porque quero igualdade, justiça. Sou feminista porque não sou um objeto, sou um ser humano e sei que mereço ser tratada como um. Sou feminista porque sou mulher e estou cansada de viver em meio a tantas injustiças. Sou feminista porque quero ter o direito ao meu corpo, às minhas ações e que ninguém mais tenha esse direito - o corpo é meu, as regras são minhas, por mais clichê que isso possa soar.

#Não Tira o Batom Vermelho

O Rotaroots, grupo mais amor da blogosfera Old School, teve como tema da Blogagem Coletiva de Março "Precisamos falar sobre o feminismo", e não pude deixar de participar. Em meio a tantos "sub-temas" possíveis, resolvi falar alguns dos motivos que me fazem feminista. Por quê? Porquê tenho visto muita gente ultimamente - homens e mulheres- dizendo que o feminismo é desnecessário ou que o feminismo é o contrario do machismo, e não acho isso certo. Quis tentar mostrar aqui um pouco de todas as injustiças e violências que sofremos devido ao machismo. E por já saber que nos meus posts sobre feminismo sempre chove homem de mimimi, já cito a minha querida e diva Pitty: O choro é livre, e nós também! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...